Willkommen auf den Seiten des Auswärtigen Amts

Alemanha financia pesquisa da Fiocruz na área de água e saneamento

Assinatura de contrato com a Fiocruz

O diretor executivo da Fiotec, Hayne Felipe da Silva (esq.), e o cônsul-geral da Alemanha no Rio de Janeiro, Klaus Zillikens, durante a assinatura do contrato entre Ministério das Relações Externas da Alemanha e Fiocruz, © GK Rio

02.05.2019 - Artigo

O Ministério das Relações Externas da Alemanha concedeu financiamento de 70 mil euros à Fiocruz para realização de projeto sobre o direito humano a água e saneamento. O contrato de cooperação internacional foi assinado no último 2 de maio pela Fiotec, braço da Fiocruz, aqui no Consulado.

O projeto prevê a produção de relatórios temáticos durante o ano de 2019 sobre o direito humano à agua própria para consumo e ao esgotamento sanitário no Brasil e no mundo todo. Os documentos se destinam à Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) e seu Conselho de Direitos Humanos. Com a ajuda desses relatórios a ONU faz recomendações e envia propostas concretas para melhorar locais com problemas no fornecimento de água limpa. Os recursos são aplicados em custeio de viagens e contratação de pessoal.

A pesquisa é coordenada por Léo Heller, do Centro de Pesquisas René Rachou (Fiocruz Minas) e relator especial do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (OHCHR), órgão que representa a busca pelo compromisso mundial com a dignidade humana.

Saiba mais sobre o trabalho do relator especial em: https://www.ohchr.org/EN/Issues/WaterAndSanitation/SRWater/Pages/SRWaterIndex.aspx

Na foto, o diretor executivo da Fiotec, Hayne Felipe da Silva, e o cônsul-geral da Alemanha no Rio de Janeiro, Klaus Zillikens, durante a assinatura do contrato.

Para início da página