Willkommen auf den Seiten des Auswärtigen Amts

Especialistas alemães chegam ao Rio neste sábado para se juntar à missão da UNESCO no Museu Nacional 

BRAZIL-RIO DE JANEIRO-NATIONAL MUSEUM-FIRE-AFTERMATH

(180905) -- RIO DE JANEIRO, Sept. 5, 2018 () -- Photo taken on Sept. 4, 2018 shows Brazil's National Museum after a fire in Rio de Janeiro, Brazil. A fire Sunday night ravaged the 200-year-old museum and burned most of its 20-million-item collection, including some of the most important pieces on the American continent. The Brazilian government Tuesday announced the formation of a steering committee and a fund to rebuild the National Museum in Rio de Janeiro. () (cd) |, © picture alliance / Photoshot

17.09.2018 - Artigo

RIO DE JANEIRO, 14.9 – Dois especialistas em prevenção e gestão de desastres do Arquivo Municipal de Colônia passam a compor a missão da UNESCO de esforços para a recuperação do Museu Nacional. Dr. Ulrich Fischer e Nadine Thiel chegam ao Rio na manhã deste sábado (15).

A dupla liderou os trabalhos de resgate e preservação de documentos e itens do Arquivo Público de Colônia, que desabou em 2009. Juntos eles fundaram uma rede de apoio voltada principalmente para a preservação de documentos e que hoje reúne 24 arquivos e bibliotecas de Colônia para discutir e implementar estratégias na gestão de riscos.

A cidade de Colônia, parceira do município do Rio de Janeiro por acordo firmado em 2011, se solidariza pela trágica perda cultural que o incêndio representou. A prefeita Henriette Reker começou a articular já no dia seguinte à tragédia o envio de especialistas ao Rio de Janeiro. A medida é financiada pelo Ministério Federal das Relações Externas da Alemanha e é parte da ajuda emergencial no valor de até 1 milhão de euros oferecida ao Brasil pelo governo alemão após o incêndio.

Sobre a missão da UNESCO

A missão da UNESCO é liderada pela italiana Cristina Menegazzi, que é responsável, desde 2014, pelo Programa de Salvaguarda de Emergência do Patrimônio Cultural Sírio, no escritório da UNESCO em Beirute (Líbano) e atua há mais de 25 anos na área de patrimônio cultural, com foco em conservação e preservação de coleções; práticas de museus; desenvolvimento de projetos, políticas e pesquisas estratégicas; planejamento cultural; gestão de equipes e projetos e captação de recursos. Além dos especialistas alemães, os esforços da UNESCO contam também com a expertise de José Luiz Pedersoli Junior, gestor de projetos de conservação de coleções do Centro Internacional de Estudos para a Conservação e Restauro de Bens Culturais (ICCROM, na sigla em inglês), na Itália. 

A missão irá atuar em cooperação estreita com as autoridades brasileiras no caso do Museu Nacional e falará com a imprensa na próxima semana após se reunir com as autoridades e os atores locais. 

Para início da página