Willkommen auf den Seiten des Auswärtigen Amts

Programa para preservação de patrimônio cultural

Templo Vat Sisaket em Laos

Templo Vat Sisaket em Laos, © dpa

Artigo

A Alemanha apoia a preservação de patrimônio cultural ao redor do mundo através do Ministério Federal das Relações Externas

A Alemanha apoia desde 1981 a preservação de patrimônio cultural ao redor do mundo através do Ministério Federal das Relações Externas.

Estão aptos a receberem apoio projetos de preservação de patrimônio cultural estrangeiro ou alemão no exterior, à exceção de regiões no oeste europeu onde historicamente alemães se estabeleceram (neste caso a instância responsável é o Encarregado do Governo Federal Alemão para Cultura e Mídia).

O objetivo do programa para preservação de patrimônio cultural é contribuir para fortalecer o senso de identidade nacional em países em desenvolvimento e, desta forma, estimular um diálogo cultural estabelecido em cima de uma parceria igualitária. O programa se provou um instrumento eficiente da política externa alemã de cultura e educação.

Aproximados 70 milhões de euros foram investidos entre 1981 e 2016 em mais de 2.750 projetos em 144 países. Alguns exemplos:

  • Restauração e conservação de construções ou objetos históricos
  • Apoio à restauração de sítios de patrimônio histórico
  • Coleta e documentação de tradições orais na música e na literatura
  • Conservação e transcrição de manuscritos históricos e arquivos de imagem e som, bem como dados sobre bens culturais
  • Catalogação de patrimônio cultural ameaçado (filmes, publicações)
  • Treinamento para restauradores, arquivistas, museologistas e pesquisadores
  • Exibições e colóquios sobre patrimônio cultural
  • Aquisição de equipamentos e utensílios

Para conhecer exemplos de projetos financiados e se informar sobre os critérios e prazos para submissão de um projeto, acesse: https://www.auswaertiges-amt.de/en/aussenpolitik/themen/kulturdialog/09-kulturerhalt/kulturerhalt-node


O arquivo do Instituto Martius-Staden sobre a imigração alemã contém dados de 60 mil pessoas e 150 mil documentos, fonte de dados importante tanto para pesquisas privadas quanto científicas. Essas informações foram informatizadas e digitalizadas com o apoio do programa de preservação de patrimônio cultural do Ministério Federal das Relações Externas da Alemanha tornando-as, desta forma, acessíveis ao público geral. O arquivo do Martius-Staden é considerado referência no tema imigração alemã no Brasil.

Para mais informações, acesse o site do Instituto Martius-Staden: http://www.martiusstaden.org.br





Para início da página