Willkommen auf den Seiten des Auswärtigen Amts

Brasil e Alemanha: parceiros para o desenvolvimento sustentável

Erneuerbare Energie

Alternative group of energy-producing windmills with sunset background., © Colourbox.de

Artigo

A Cooperação para o desenvolvimento inclui a assistência política e técnica além do treinamento nas esferas federal, estadual e local (Cooperação Técnica) e o financiamento de investimentos para o desenvolvimento sustentável (Cooperação Financeira).

Brasil e Alemanha estabeleceram que sua Cooperação para Desenvolvimento Sustentável será orientada para a superação dos desafios globais de Mudança Climática e Conservação da Biodiversidade. Como pontos principais foram acordados os temas “Energias Renováveis e Eficiência Energética”, bem como “Proteção e Uso Sustentável das Florestas Tropicais”.

A Cooperação para o Desenvolvimento Sustentável é, como parte da Parceria Estratégica, uma cooperação internacional oficial entre a Alemanha e o Brasil. Ela engloba tanto o intercâmbio político de ambos os governos, como também a realização de projetos concretos em conjunto.

Meta da cooperação no projeto é (a) prestar contribuições efetivas e mensuráveis para a proteção do clima e a conservação da biodiversidade; e (b) elaborar e testar em conjunto soluções inovadoras com potencial para serem amplamente aplicadas nas políticas de desenvolvimento sustentável.

Dentro do governo federal alemão, o órgão responsável é o Ministério Federal da Cooperação Econômica e Desenvolvimento (BMZ). Outros atores dentro do governo são o Ministério Federal do Meio Ambiente, Proteção da Natureza, Construção e Segurança Nuclear (BMUB), através da Iniciativa Internacional da Proteção do Clima (IKI), e o Ministério Federal das Relações Externas (AA).

A implementação de projetos acordados entre os governos é realizada através da cooperação entre as organizações executoras do governo alemão - o KfW Entwicklungsbank e a Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH – e os diversos parceiros de projeto brasileiros (ministérios federais, secretarias estaduais, municípios, instituições governamentais e empresas públicas). O setor privado e a sociedade civil também estão envolvidos estreitamente na cooperação e são parceiros importantes.

outros conteúdos

Para início da página